Alimentos Orgânicos

Como planejar uma nova atividade na propriedade rural?

Como planejar uma nova atividade na propriedade rural?

Essa semana uma agricultora me pediu para ajudá-la a planejar uma nova atividade em sua propriedade rural. Conheci toda a sua família, ela foi abandonada pelo marido a 5 anos e cria sozinha três filhos adolescentes num assentamento rural.

Chegando na área percebi a fragilidade da situação: uma área de pouco mais de 5 hectares arrendada para engorda de gado, escassez de água, pouca diversidade produtiva e dependência de um emprego que ela teria largado naquela semana.

Então, o que fazer?

Primeira coisa que fiz foi ouvir ela e seus filhos, ouvir suas intenções e anseios. Fiquei muito feliz que apesar das dificuldades eles estão bem empolgados. Querem implantar uma horta e pomar no sistema orgânico.

Uma coisa é certa: Temos que estimular o empreendedorismo no campo levando em consideração alguns aspectos inerentes da realidade rural. No meio rural as variáveis climáticas impõem um maior rigor no planejamento pois temos pouco controle sobre elas. Na maioria das vezes, o agricultor trabalha na sua própria casa, e essa condição lhe dá uma relação distinta de trabalho diferente de ter um trabalho numa empresa convencional.

A comercialização deve ser focada no abastecimento local de alimentos dependendo do produto a ser comercializado. Estimular a diversidade de produção e sua diferenciação em relação o que já existe no mercado. Como por exemplo, a produção de alimentos orgânicos.

O mercado de alimentos orgânicos cresce a mais de 20% ao ano e, apesar disso muitos agricultores ainda não enxergaram esse potencial. Produzir orgânicos em áreas pequenas e próximas a cidades pequenas e médias é um grande potencial de mercado pela possibilidade da obtenção de alimentos mais saudáveis a um custo semelhante a do alimento convencional. Os custos com transporte, atravessadores e outros agentes da cadeia agrícola são reduzidos pela possibilidade da compra direta do agricultor além do apelo de saudabilidade e preservação ambiental proporcionada pelo sistema e produção orgânica. Esses aspectos devem ser explorados para se diferenciar no mercado e gerar renda com qualidade de vida para a família.

Então o que eu propus para essa família é um sistema integrado de produção de 8 tipos de  hortaliças, 4 tipos de frutas e criação de animais. Vamos iniciar com 400 metros quadrados com possibilidade de ampliação para 5000 metros quadrados.  Neste caso serão as galinhas caipiras com foco na produção de ovos. O lema sempre é planejar, buscar uma consultoria técnica e começar pequeno pensando grande.

E se você quer conhecer mais o nosso trabalho e nos ajudar a levar mais informações sobre uma agricultura realmente saudável, seja um apoiador da Universidade Orgânica. Fazemos parte do Apoia-se, uma plataforma de financiamento coletivo recorrente, onde a partir de R$ 5,00 reais mensais você se torna uma assinante e tem acesso a conteúdo exclusivos para te ajudar a cultivar alimentos orgânicos em qualquer espaço.

Até o próximo artigo e saudações agroecológicas.  

Sobre o autor

Universidade Organica

Deixe um comentário